Livro - Jim Morrison: o poeta-xamã

Livro - Jim Morrison: o poeta-xamã
Clique na foto

O Navio de Cristal

O Navio de Cristal
Clike na foto

O dia em que conheci Jim Morrison

O dia em que conheci Jim Morrison
Clique na Foto

quarta-feira, 7 de maio de 2008

JIM MORRISON - a procura de uma existência superior

Era época de revolução cultural nos EUA: o país estava em meio à Guerra do Vietnã, o movimento hippie declarava sua oposição à violência e pregava o amor livre. Os festivais de músicas exerciam forte influência sobre os jovens. Uma mistura perfeita para o surgimento de um grupo com um líder que se tornaria um mito. Jim Morrison da banda "The Doors". Seu estilo é imitado até hoje. Sua poesia é estudada em universidades. E sua música ouvida no mundo inteiro.

Nascido em Melbourne, na Flórida, no dia 8 de dezembro de 1943, James Douglas Morrison estilizou seu rock para o mundo. Apesar de inicialmente, não ter a pretensão de ser cantor, não se interessava tanto por rock e via na música apenas um meio para canalizar suas aspirações poéticas e artísticas. Estudante de cinema na Universidade da Califórnia (UCLA), adorava poesia e tinha como um de seus ídolos o poeta William Blake. Seus versos "quando as portas da percepção são abertas, o homem vê as coisas como realmente são: infinitas." deram origem ao nome da banda.

As influências de blues do pianista clássico Ray Manzareck e de jazz do guitarrista Robby Krieger e do baterista John Densmore foram misturadas com as letras de Jim, inspiradas em textos de Nietzsche, Blake, Rimbaud, entre outros. Seus temas eram a mitologia do deserto, imagens de entidades e índios misturados a um hedonismo urbano e a procura de uma existência superior. O estilo musical dos Doors era, inovador e, melhor de tudo, erótico.



THE DOORS IN THEIR OWN WORDS
Autor: Doe Andrew e Tobler, John
Editora: Onibus Press

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Bem-vindo a este blog. Agradecemos muito a sua visita!

Seguidores

popular posts

Contato

jamesdouglasmorrisonp@gmail.com
Loading...