Livro - Jim Morrison: o poeta-xamã

Livro - Jim Morrison: o poeta-xamã
Clique na foto

O Navio de Cristal

O Navio de Cristal
Clike na foto

O dia em que conheci Jim Morrison

O dia em que conheci Jim Morrison
Clique na Foto

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

HWY a extensão da jornada do Herói

"Ele não era um ator; não era um apresentador; não era um comediante. Era um Xamã. Ele era possesso."

Ray Manzarek

I first felt the need to write a review of Jim Morrison's art film, "HWY," after I read two online ratings giving it a 1 and a 3 out of 10. Primeiro eu senti a necessidade de escrever uma resenha sobre a arte de Jim Morrison, a arte cinematográfica, sobre o HWY, depois de eu ler duas classificações online dando-lhe um 3, 1 e um 10. It made me realize that people are not understanding this film. Ele me fez perceber que as pessoas não entendem esse filme. To understand it, one must keep in mind that Jim considered himself to be a poet above all, and that after Miami he was more than ever desirous to extend himself beyond music and more into poetry, and breaking through further to new frontiers in film. Para entendê-lo, é preciso ter em mente que Jim era um poeta acima de tudo, e que depois de Miami, foi mais do que nunca seu desejoso de alargar-se para além música e mais em direção a poesia, quis ir além, abrir novas fronteiras no filme. His vision and desire for film was to break on through and exceed even his best and highest visionary work as exemplified in his highest artistic achievements in epics such as "The End" and "When the Music's Over."Sua visão e vontade de fazer filmes foi para romper e até mesmo ultrapassar o seu melhor e maior trabalho visionário como exemplificado em suas maiores realizações artísticas em epopéias como "The End" e "When the Music's Over".

In this artistic context we are given "HWY" without a knowledge of how much he felt he achieved of his vision in this unfinished work. Neste contexto artístico que são dadas "HWY" sem um conhecimento de quanto ele se sentia atingido em sua visão neste trabalho inacabado. Unless there are written records or friends with memories of his comments, we do not know how much he felt he accomplished in this piece. A menos que existam registros escritos ou amigos com lembranças de suas observações, não sabemos o quanto ele se sentia realizado nesta peça. There is obviously genius in evidence here, but was it just an initial exploratory dabbling, or did he achieve 20% of what he envisioned, or 80%? Existe obviamente gênio em evidência aqui, mas foi só um dabbling inicial exploratório, ou que ele atingiu 20% do que ele imaginou, ou 80%? While there is some legitimacy in the concept that he just wanted to take the camera and see where it took him, just as he liked to do in the improvisational sections of the concerts, there is nevertheless a direction and a carefully crafted element to the film as well. Embora exista alguma legitimidade no conceito de que ele só queria tomar a câmera e ver onde ele levou-a, tal como ele gostava de fazer na improvisadas camadas de concertos. Existe, no entanto, um sentido e um elemento cuidadosamente concebidos para o filme ser tão bom.

Interpretation of the film is not possible without some familiarity with the use of symbolism in art. A Interpretação do filme não é possível sem alguma familiaridade com o uso de simbolismo na arte. In making "Wilderness, The Lost Writings of Jim Morrision," Lisciandro makes reference to the fact that he wanted to choose the poems that were accessible to the average music fan who was curious about the poetry. Ao fazer "Wilderness, The Lost Writings de Jim Morrision", Lisciandro faz referência ao fato de que ele queria escolher os poemas que estavam acessíveis à média dos fãs de musica e que estavam curiosos sobre a poesia. But this is obviously not adequate, because if we eliminate the deeper material, we only become familiar with Jim's work at its lightest and easiest and miss out on his deepest and most profound work. Thus with Morrison poetry being taught in college, there is need for a definitive and comprehensive book of all his poetry. Mas este é, obviamente, não o suficiente, porque se se eliminar o material mais profundo, só se familiarizará com o trabalho de Jim à sua leve e mais fácil expressão e deixará escapar o seu mais profundo e mais denso trabalho. A poesia de Jim Morrison assim sendo ensinada na faculdade, não há necessidade para um livro definitivo e abrangente de toda a sua poesia. Likewise, with "HWY" being somewhat difficult and inaccessible, it nevertheless needs to be addressed to fully understand the depth of Jim Morrison as an artist. Da mesma forma, com "HWY" será um pouco difícil e inacessível, e, no entanto, tem de ser resolvida para poderem compreender a profundidade de Jim Morrison como um artista.

In comparative literature we are taught that nothing exists by itself, but only in comparison to something else. Na literatura comparada somos ensinados que nada existe por si só, mas só em comparação com qualquer outra coisa. So the first clue as the movie opens is that Jim is in the desert, but we are shown a waterfall. Portanto, a primeira pista que abre o filme é que Jim está no deserto, mas temos mostrado uma cachoeira. So, desert represents death, water represents life, and the waterfall, the fountains of life. Então, deserto representa a morte, a água representa vida, e da cachoeira, as fontes da vida. When we first see Jim, he is immersed in water, a symbol of the womb, and his emergence from the water represents birth. Quando nós primeiramente vemos Jim, ele está imerso em água, um símbolo do útero, e o seu aparecimento a partir da água representa o nascimento. MúsicaTribal music here, contrasted to civilized music later, suggests the birth of a shaman. Tribal aqui, contrastada com a civilizada música mais tarde, sugere o nascimento de um xamã.

We then see images of Jim basking in the joy of life, and then he undertakes a journey. Vemos então imagens de Jim em sua mais expressiva alegria da vida, e então ele se compromete à viagem. One of the common complaints about the film are these long passages of shots of Jim's journey. Uma das queixas comuns sobre o filme são essas longas passagens de Jim na viagem. There has been some comment that this is just Jim's working in the milieu of his time where these long passages were typical of art house cinema of the time.Muitos comentam que este trabalha que Jim fazia era justamente a imagem de seu tempo onde estas longas passagens eram típicas da arte cinematográfica da época. But it is more than that. Mas é mais do que isso. The version of "2001 - A Space Odyssey" that was commonly shown was a shortened version. A versão do "2001 - A Space Odyssey", que era comumente mostrado foi uma versão abreviada. The first version released contained long, boring shots of the space ship traveling through space. A primeira versão liberada era longa e contida, aborrecidos takes da nave espacial que viaja através do espaço. Kubrick's intent was to illustrate the immensity of space and how long it takes to engage in space travel. A intenção de Kubrick era ilustrar a imensidão do espaço e quanto tempo demora para iniciar a viagem espacial. This is based on Homer's "The Odyssey" where the same effect was used to illustrate the immensity of the ocean and how long it takes to engage in sea travel. Isto é baseado na Odisséia de Homero, onde o mesmo efeito foi usado para ilustrar a imensidão dos oceanos e quanto tempo demora para iniciar a viagem marítima. But the audiences didn't get it, and so they had to withdraw the initial print and shorten it. Mas o público não gostou, e assim eles tiveram de retirar a primeira impressão e encurtar ele.

In "HWY," the lengthiness of the journey is also deliberate, but it serves multiple and different functions. Em "HWY," a extensão da jornada também é deliberada, mas que serve de múltiplas e diferentes funções. The first clue is to get you to understand that this story is about a journey, so Jim had to make the journey passages long enough to make sure you got the point. A primeira pista é levar você a compreender que esta história é sobre uma viagem, de modo Jim teve de fazer a viagem por passagens do tempo, o suficiente para se certificar que você pegou o ponto. Any shorter, and it would have looked like just another scene. Se fosse qualquer um teria parecido apenas outra cena. More specifically, in artistic terms, it is about the hero's journey. Mais especificamente, em termos artísticos, é sobre o herói da jornada. Since the days of the story of Prometheus breaking on through to the other side to steal fire from the gods and bring it back to earth to benefit mankind, the genre of the hero's journey has always been about crossing the threshold to the divine and bringing back something for mankind. Desde os tempos da história de Prometeu, quando ele atravessa até o outro lado para roubar fogo dos deuses e trazê-lo de volta à Terra, para beneficiar a humanidade, o gênero do herói da jornada foi sempre sobre a passagem do limiar ao divino e trazer de volta algo para a humanidade. This is what Jim does when he breaks on through and brings his music and poetry back for our benefit. For an introduction to this concept, Joseph Campbell has published some excellent work on this matter. Isto é o que faz quando Jim rompe através e traz em sua música e a poesia volta para nosso benefício. Para uma introdução a este conceito, Joseph Campbell, que publicou um excelente trabalho sobre este assunto. For a brief treatment, see: Remeto-os à leitura de seus livros:

O Herói de Mil Faces - Editora Cultix/Pensamento

For a more thorough treatment, see:

Para um tratamento mais aprofundado, ver:

Transformações do Mito Através do Tempo - Editora Cultrix/Pensamento

So, while I already gave away the ending (did you catch it?), as they say, the journey is often more important than the destination, so let's see what else is here. Então, enquanto eu já dei o roteiro (você pegou?), como se costuma dizer, a viagem é muitas vezes mais importante do que o destino, por isso vamos ver o que mais está aqui. The film is called "HWY," but is subtitled "An American Pastoral." O filme chama-se "HWY," mas é legendado "An American Pastoral". This is another exercise in contrasts, the bleakness of a highway and the beauty of nature. Este é um exercício de contrastes, a frieza de uma rodovia e da beleza da natureza. Perhaps that is why Jim insisted the movie is called "HWY," not "HIGHWAY," because something is missing besides the letters. Talvez seja por isso que insistimos que o filme de Jim é chamado de "HWY", não "AUTOESTRADA", porque alguma coisa está faltando, além das letras. The sirens sounding over the highway shots on the opening credits suggest an invalid authority is a contributor to the bleakness of man-made society. As sirenes auscultação sobre a rodovia tiros sobre a abertura, e créditos sugerem uma autoridade é um contributo válido para a frieza do homem-na-sociedade. So the next function of the journey passages is to give a sense of the beauty and serenity of nature. Portanto, a próxima função da viagem nessa passagens é dar um sentido da beleza e serenidade da natureza. It is important that this section was long in order to build the sense of serenity and beauty to form a strong enough contrast to the bleakness of the highway and city sections. É importante que esta secção fosse longa, a fim de criar a sensação de serenidade e beleza de uma forma suficientemente forte, em contraste com a frieza da rodovia e da cidade seções.

So we are done with that; let's move on to the highway section. Então, nós estamos com esse feito, vamos passar à seção rodovia. It starts out with Jim's hitchhiking, but no one picks him up, a sort of bleak commentary on man's inhumanity to man. Começa com a carona de Jim, mas ninguém escolhe... uma espécie de desolador comentário sobre a desumanidade do homem para o homem. As an aside, the scene of Jim getting out of the car in the sand adds another element of commentary. Como uma parte, a cena em que Jim sai do carro na areia e acrescenta outro elemento para o comentário. It seems he just found the car that way, since it is already buried and looks like someone had to do some digging to get a door open (oops! trying to open a door and break on through?! - it's hard work!), and his rage on breaking the windshield seems to indicate that he didn't find anything in it. Parece que ele só encontrou o carro dessa forma, uma vez que já está enterrado, e espera que alguém tinha que fazer alguma escavação para obter uma porta aberta (oops! Tentando abrir uma porta e atravessa-la?! - É trabalho duro!), e com sua raiva quebra o pára-brisas parece indicar que ele não encontrar nada na mesma. Maybe a commentary on those who try to find fulfillment in cars? Talvez um comentário sobre aqueles que tentam encontrar atendimento em automóveis? It's empty, there's nothing there. É vazio, não há nada ali.

Then Jim arrives at the accident scene with the dying coyote. Em seguida, Jim chega ao local do acidente com o coiote morto. Tourists pass through like he and his family in his childhood. Os turistas passam por que ele e sua família com as crianças. A frightened dog reflects his statement that he felt fear for the first time. Um cão assustado reflete a sua afirmação de que ele sentiu medo pela primeira vez. In the shamanism section of "Break on Through," Riordan and Prochnicky state that after the hero breaks on through to the other side, an animal guide often accompanies the hero on his journey, which agrees with Joseph Campbell's work, as I recall. No xamanismo, na seção de "Break on Through" de Riordan Prochnicky, é o estado e que, após o herói através de pausas para o outro lado, um guia animal freqüentemente acompanha o herói em sua jornada, o que concorda com o trabalho de Joseph Campbell. The shamanism section also discusses the importance of intense drumming, and as the camera zooms in on the coyote, the drumming reaches a fever pitch, and when the coyote gives his death scream, Jim also screams with the madness of its spirit entering him. Na mesma seção “O xamanismo” também se discute a importância da intensa percussão(batida), e como a câmera em zoom sobre o coiote, o tambor chega a um arremesso frenético. E quando o coiote dá o seu grito de morte, Jim também grita com a loucura do seu espírito entrar nele.

O outro ponto na seção xamanismo é que dois dos três modos de criação de um xamã espiritual ocorre com o xamã do encontro com a morte, nem a sua própria quase-morte, ou em um encontro com a morte do outro. Nesse ponto Jim começa a utilizar uma técnica de dupla utilização de iteração para ilustrar significados.

For example, on the theme of an animal guide, we have first the dead coyote, then we have the soundtrack feature a song about a "strange black bird," "circling over me," "gonna set me free." Por exemplo, sobre o tema de um animal guia, temos primeiro o coiote morta, então temos a trilha sonora característica numa canção sobre um "estranho pássaro preto", "circulando sobre mim", "vai definir-me livre". On the theme of an encounter with death, first we have the dying coyote, then we have the driver of the Mustang that he killed. Sobre o tema de um encontro com a morte, em primeiro lugar, temos a morte do coiote, então temos o condutor do Mustang que ele matou. On the theme of a guide, again we have the song about the bird, then we have Jim reading a map to illustrate guidance. Sobre o tema de um guia, mais uma vez temos a canção sobre o pássaro, então temos uma leitura do mapa para ilustrar orientação de Jim.

The question arises, why did Jim kill the Mustang driver? A pergunta surge: porque Jim mata o motorista do Mustang? Obviously Jim is not the killing type, as reflected by his discomfort with the song, "Tell All the People." Jim Obviamente não é o tipo de assassinato, o que é refletido pelo seu incômodo com a canção, "Tell All the People". So what is he saying here? Então, o que é que ele está dizendo aqui? The explanation, which doesn't come until the end of the film, is that he couldn't deal with what the driver was saying. A explicação, que não vem até o final do filme, é que ele não podia lidar com aquilo que o condutor estava dizendo. This is an indirect reference to the Oedipal theme, indirect because it makes no reference to it and it contains none of the other overtones. Esta é uma referência indireta ao tema Edípico, indireto porque não faz referência a ele e ele não contém nenhum dos outros subtextos.É simplesmente uma continuação do que tem sido explorado anteriormente sobre o significado de matar pai, significando que está sendo destruindo tudo o que está dentro de você que é falso e foi-lhe imposta de fora. Por outro lado, se olharmos para o filme como um todo e não tendo esta cena em condições de isolamento e, em seguida, todo o trabalho pode ser visto como uma declaração Edípica de Jim, com a natureza nas cenas da primeira metade se sobre a bondade da mãe, e os homens-fabricados a partir de trechos da rodovia em diante representando a coisas negativas impostas sobre a terra por uma sociedade dominada pelos pais.

Continuing the technique of double illustration, the madness and mental derangement in the creation of this shaman is illustrated first by the madness of killing the Mustang driver, and secondly by the madness of whirling the Mustang in circles. Continuando a técnica da dupla ilustração, a loucura e transtorno mental na criação desta xamã é ilustrada pela primeira loucura de matar o condutor do Mustang, e, por outro, a loucura do redemoinho do Mustang em círculos. Once he settles down, the journey of the shaman continues. Uma vez que ele resolve ir para baixo, a viagem do xamã continua.

As he begins to approach civilization, we see humanity through the shaman's eye, which is a view endowed with vision and wisdom which is more profound than our mundane views. Como ele começa a abordagem da civilização, vemos o xamã da humanidade através dos olhos, que é um olhar dotado de visão e sabedoria, que é mais profundo do que as nossas opiniões mundanas. So look and watch what the divine eye has to reveal to you about humanity. Então, olha e vê o que o olho divino tem para revelar a você sobre a humanidade.

As he arrives in the human habitat zones, there is a variety of music styles to reflect the diversity of humanity in the double illustrative technique again. Como ele chega nas zonas do habitat humano, existe uma variedade de estilos musicais de modo a refletir a diversidade da humanidade na dupla ilustrativa da técnica novamente. Further analysis could probably be made of each type of music, but two are of note. Uma análise mais aprofundada poderia provavelmente ser feita de cada tipo de música, mas dois são dignos de nota. We first see the poor black section with its black gospel and blues music which were early forms important in Jim's musical development. Primeiro, ver o ponto negro pobre com a sua música black gospel e blues, que foram importantes no início do desenvolvimento das formas musicais de Jim em desenvolvimento. This music, this zone, is that of suffering humanity, that part of humanity which has feeling and soul.Esta música, esta zona, é o da humanidade sofredora, que parte da humanidade que tem sentimento e alma.

As he approaches the affluent white area, the music changes to emptiness of Sinatra's "My Way" and cerebral, cultured, but empty and cold classical music, illustrating the lovelessness of the Establishment that the love generation rebelled against. Como ele aborda o afluente da área branca, a música muda para vacuidade de "My Way" de Sinatra, cerebral, culta, mas vazia e fria música clássica, o que ilustra o desamor da Instituição que a geração do amor se rebelou contra.

When he arrives at his destination, he reveals the motive for the killing, and talks about it in detached matter-of-fact tones, as though it were nothing. Quando ele chega ao seu destino, ele revela o motivo para o abate, e fala sobre ele em desanexadas prosaico tons, como se fosse nada. Of course, if it were not a literal killing, but rather the purging of that which is within, then actually it is nothing, except to himself. Claro que, se não fosse um matar literal, mas sim a purga do que está dentro, então ele realmente não é nada, exceto a si próprio.

I am not sure what to make of the scene on Jim walking out on a roof ledge. Most of the accounts of this behavior of Jim's seem to take it as a crazy and foolish antic. Não sei o que fazer com a cena de Jim andando sobre um telhado sobre a elevação. A maioria das versões sobre este comportamento de Jim parece tê-lo como um louco e insensato Velho. But for it to be included in his movie right at the climax seems to indicate that it had more significance to him. Mas para que ela seja incluída em seu filme direito no clímax parece indicar que ele tinha mais significado para ele. Perhaps it was no more than a part of his feeling about the importance of deranging the senses to break on through. Talvez não era mais do que uma parte do seu sentimento sobre a importância perturbadora dos sentidos nessa passagem. This would harmonize with the quest for sex and LSD in the closing scenes. Esta seria harmonizar com a busca por sexo e LSD no fechamento cenas.

As cenas finais são da vida noturna de Los Angeles e da cena nas boates. This is where the shaman gives the fire he stole from heaven to the people of the earth, where Jim Morrison worked with The Doors in night clubs to bring his vision to the people. Isto é, onde o xamã dá a ele o fogo roubado do céu para o povo da terra, onde trabalhou com Jim Morrison The Doors em casas noturnas para levar a sua visão para o povo. One interesting vision precedes Osama bin Laden by 30 years. Uma interessante visão antecede o Osama bin Laden até 30 anos. He said he got the inspiration for the September 11 attacks by watching TV scenes of buildings being destroyed by bombs in the middle east and thought how wonderful it would be if America could experience cities being bombed. Ele disse que teve a inspiração para os ataques de 11 de Setembro de ver na televisão cenas de edifícios sendo destruídos por bombas no Oriente Médio e pensou como seria maravilhoso se pudesse experienciar as cidades Americanas sendo bombardeados. In the closing scene we hear the sounds of bombs falling on Los Angeles like they were falling in Vietnam. No encerramento ouvimos cenas e os sons de bombas caindo em Los Angeles como se estivessem caindo no Vietnã.

This is what the film says to me without knowledge of anything Jim or those who worked on it with him have said about it. Isto é o que o filme diz-me, sem saber de nada sobre Jim ou aqueles que trabalharam com ele e no que disse sobre ele. Perhaps these people have information which would change some of these perspectives. Talvez essas pessoas tenham as informações que possam alterar algumas destas perspectivas. Maybe some would say this whole article is nonsense. Talvez alguns diriam que todo este artigo é um ilusão. But to all those (another thing I learned in college) even the academics have an answer: the artist receives inspiration at the feet of the Muses, and even the artist himself does not perceive or completely understand everything he is receiving! Mas, para todos aqueles (outra coisa que eu aprendi na faculdade), mesmo os acadêmicos têm uma resposta: o artista recebe inspiração aos pés das Musas, e até mesmo o próprio artista não percebe ou compreende completamente tudo o que está recebebendo!


John Kolak is a graduate of the Department of Humanities and Comparative Literature at Brigham Young University. John Kolak é graduado pelo Departamento de Ciências Humanas e Literatura Comparada na Universidade Brigham Young, EUA.

2 comentários :

var config = {'blogId': '1247433944420675318', 'postId': '6173587230651659206', 'feed': 'http://jimmorrisonpoeta.blogspot.com/feeds/6173587230651659206/comments/default', 'authorName': 'ANA WELT', 'authorUrl': 'https://www.blogger.com/profile/11664491021968083138', 'baseUri': 'https://www.blogger.com', 'maxThreadDepth': 2} ; // 0) { cursor = parseInt(items[items.length - 1].timestamp) + 1; } var bodyFromEntry = function(entry) { if (entry.gd$extendedProperty) { for (var k in entry.gd$extendedProperty) { if (entry.gd$extendedProperty[k].name == 'blogger.contentRemoved') { return '' + entry.content.$t + ''; } } } return entry.content.$t; } var parse = function(data) { cursor = null; var comments = []; if (data && data.feed && data.feed.entry) { for (var i = 0, entry; entry = data.feed.entry[i]; i++) { var comment = {}; // comment ID, parsed out of the original id format var id = /blog-(\d+).post-(\d+)/.exec(entry.id.$t); comment.id = id ? id[2] : null; comment.body = bodyFromEntry(entry); comment.timestamp = Date.parse(entry.published.$t) + ''; if (entry.author && entry.author.constructor === Array) { var auth = entry.author[0]; if (auth) { comment.author = { name: (auth.name ? auth.name.$t : undefined), profileUrl: (auth.uri ? auth.uri.$t : undefined), avatarUrl: (auth.gd$image ? auth.gd$image.src : undefined) }; } } if (entry.link) { if (entry.link[2]) { comment.link = comment.permalink = entry.link[2].href; } if (entry.link[3]) { var pid = /.*comments\/default\/(\d+)\?.*/.exec(entry.link[3].href); if (pid && pid[1]) { comment.parentId = pid[1]; } } } comment.deleteclass = 'item-control blog-admin'; if (entry.gd$extendedProperty) { for (var k in entry.gd$extendedProperty) { if (entry.gd$extendedProperty[k].name == 'blogger.itemClass') { comment.deleteclass += ' ' + entry.gd$extendedProperty[k].value; } else if (entry.gd$extendedProperty[k].name == 'blogger.displayTime') { comment.displayTime = entry.gd$extendedProperty[k].value; } } } comments.push(comment); } } return comments; }; var paginator = function(callback) { if (hasMore()) { var url = config.feed + '?alt=json&v=2&orderby=published&reverse=false&max-results=50'; if (cursor) { url += '&published-min=' + new Date(cursor).toISOString(); } window.bloggercomments = function(data) { var parsed = parse(data); cursor = parsed.length < 50 ? null : parseInt(parsed[parsed.length - 1].timestamp) + 1 callback(parsed); window.bloggercomments = null; } url += '&callback=bloggercomments'; var script = document.createElement('script'); script.type = 'text/javascript'; script.src = url; document.getElementsByTagName('head')[0].appendChild(script); } }; var hasMore = function() { return !!cursor; }; var getMeta = function(key, comment) { if ('iswriter' == key) { var matches = !!comment.author && comment.author.name == config.authorName && comment.author.profileUrl == config.authorUrl; return matches ? 'true' : ''; } else if ('deletelink' == key) { return config.baseUri + '/delete-comment.g?blogID=' + config.blogId + '&postID=' + comment.id; } else if ('deleteclass' == key) { return comment.deleteclass; } return ''; }; var replybox = null; var replyUrlParts = null; var replyParent = undefined; var onReply = function(commentId, domId) { if (replybox == null) { // lazily cache replybox, and adjust to suit this style: replybox = document.getElementById('comment-editor'); if (replybox != null) { replybox.height = '250px'; replybox.style.display = 'block'; replyUrlParts = replybox.src.split('#'); } } if (replybox && (commentId !== replyParent)) { replybox.src = ''; document.getElementById(domId).insertBefore(replybox, null); replybox.src = replyUrlParts[0] + (commentId ? '&parentID=' + commentId : '') + '#' + replyUrlParts[1]; replyParent = commentId; } }; var hash = (window.location.hash || '#').substring(1); var startThread, targetComment; if (/^comment-form_/.test(hash)) { startThread = hash.substring('comment-form_'.length); } else if (/^c[0-9]+$/.test(hash)) { targetComment = hash.substring(1); } // Configure commenting API: var configJso = { 'maxDepth': config.maxThreadDepth }; var provider = { 'id': config.postId, 'data': items, 'loadNext': paginator, 'hasMore': hasMore, 'getMeta': getMeta, 'onReply': onReply, 'rendered': true, 'initComment': targetComment, 'initReplyThread': startThread, 'config': configJso, 'messages': msgs }; var render = function() { if (window.goog && window.goog.comments) { var holder = document.getElementById('comment-holder'); window.goog.comments.render(holder, provider); } }; // render now, or queue to render when library loads: if (window.goog && window.goog.comments) { render(); } else { window.goog = window.goog || {}; window.goog.comments = window.goog.comments || {}; window.goog.comments.loadQueue = window.goog.comments.loadQueue || []; window.goog.comments.loadQueue.push(render); } })(); // ]]>
  1. Muito legal seu blog, sou fissurado em The Doors e Morrison, tenho um blog onde escrevo algumas coisas (muitas delas influenciadas por Doors), se quiser dar uma olhada ... www.sonetosmodernos.blogspot.com
    Bjo e parabéns pelo Blog, adorei!

    ResponderExcluir
  2. draulio carvalho assis25 de maio de 2010 12:25

    Para entender Jim Morrison é preciso que já tenha vivido certas obscuridades humanas (compreendido certos circulos dantescos)e além disso ter compreendido o pulsar da criação, o artista em nós que tenta criar sua obra de arte em meio a tanta mediocridade cotidiana e mais ainda ter lido o que Jim leu é levar um mais de luz a essas obscuridades (Joseph Campbell,Blake, Rimbaud, e acho que principalmente Nietzsche e tantos outros)Densmore se engana quando disse que quem matou Jim foi Nietzsche, isso é desconhecer os processos que a criação passa em si e no universo. Apolo e Dioniso como pulsões de criação delineiam esses processos, desintegrar para integrar.È muito dificil sublimar essas duas forças, como dizia Nietzsche, quem tem coragem de encarar seus abismos, de encarar as sombras? Jim tentou fazer o jogo com a embriagues dionisiaca, e isso fica claro nesse filme, a passagem da integração com a natureza primordial para uma desintegração do ser pela estrada, a morte do guia (o coiote, o assassinato do motorista da maquina ( o carro que representa a mecanicidade da vida, o que ela se tornou)a fúria de andar em uma espiral ( rodopios com o carro), e a noite que nos engole com suas luzes artificiais.Realmente nos faltam muito para compreendermos a nós mesmos e por que estamos aqui. Draulio Carvalho Assis

    ResponderExcluir

Bem-vindo a este blog. Agradecemos muito a sua visita!

Seguidores

popular posts

Contato

jamesdouglasmorrisonp@gmail.com
Loading...